HOME | PREVISÃO | ALERTA REDES | FOTOS | VÍDEOS | BOLETINS | CAMS AO VIVO | RESSACÃO | NOTÍCIAS | CONTATO

Oi Rio Pro estreia nas ondas poderosas de Saquarema
Voltar  Home  Imprimir esta página   02/05/2017


A etapa brasileira com patrocínio da Oi e apresentada por Corona mudou para a "Capital Nacional do Surfe" e a Praia de Itaúna é o novo palco do quarto desafio do World Surf League Championship Tour 2017.

A arena do Oi Rio Pro já está sendo montada em Saquarema, para a apresentação dos melhores surfistas do mundo que voltarão a competir na Praia de Itaúna, do dia 9 a 20 de maio na Região dos Lagos do Rio de Janeiro. O World Surf League Championship Tour é realizado com o patrocínio global da Jeep e Airbnb e pelo terceiro ano consecutivo terá a Oi como "naming rights" da etapa brasileira apresentada por Corona. A expectativa de todos é pela mudança do Oi Rio Pro esse ano da capital carioca para a "Capital Nacional do Surfe" e o palco principal do quarto desafio da temporada passa a ser nas ondas poderosas de Itaúna, consideradas como uma das melhores e mais fortes do país para surfar.

Todas as estrelas do esporte estão confirmadas para competir em Saquarema, como os campeões mundiais Kelly Slater, Gabriel Medina, Adriano de Souza, John John Florence, Mick Fanning, Joel Parkinson, Stephanie Gilmore, Carissa Moore e Tyler Wright. Além de Mineirinho e Medina, a "seleção brasileira" do CT esse ano tem Filipe Toledo, Caio Ibelli, Wiggolly Dantas, Miguel Pupo, Jadson André, o estreante Ian Gouveia e Italo Ferreira, que contundiu o tornozelo após a abertura da temporada na Austrália. Este é o terceiro ano que a Oi patrocina a etapa brasileira da World Surf League no Rio de Janeiro. As outras aconteceram na capital carioca, nas ondas do Postinho no início da Barra da Tijuca.

"O Oi Rio Pro já faz parte do calendário de eventos do Rio de Janeiro e da plataforma de esportes da Oi, onde o surfe e o skate se destacam", disse Bruno Cremona, gerente de Patrocínios e Eventos da Oi. "A empresa acredita que o esporte ajuda a encurtar a distância entre as pessoas, aproxima culturas e classes, além de ser uma importante ferramenta de transformação social. Por isso, busca iniciativas que, através da prática esportiva, promovam a troca entre as pessoas. O esporte inspira milhares de jovens a mudar de vida, contribuindo para construção de uma sociedade mais coletiva, inclusiva e transformadora".

"É muito importante para a Oi apoiar eventos desse porte, porque assim conseguimos nos conectar, promover a troca entre diferentes pessoas, lugares e gerações e interagir com um público jovem", complementa Bruno Cremona.

O primeiro Oi Rio Pro foi em 2015 e uma multidão lotou o Postinho da Barra da Tijuca nos últimos dias, com um dos maiores públicos da história do Circuito Mundial torcendo como num estádio de futebol pela vitória de Filipe Toledo. E, no ano passado, John John Florence deu a arrancada rumo ao título mundial, vencendo a etapa brasileira. O havaiano e o australiano Jack Freestone impediram outra festa brasileira em águas cariocas, barrando nas semifinais os campeões mundiais Adriano de Souza e Gabriel Medina, respectivamente.

Além da renovação com a Oi como principal patrocinador pelo terceiro ano consecutivo e da Corona apresentando o evento, a etapa brasileira do World Surf League Championship Tour também continua sendo realizada com o importante apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro e viabilizada pela Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude (Seelje). Outros apoiadores do Oi Rio Pro são a Prefeitura Municipal de Saquarema, Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro (FESERJ) e Associação de Surf de Saquarema (ASS).

"O surfe é um triunfo do Rio de Janeiro", disse o Secretário de Esporte, Lazer e Juventude, do Governo do Estado do Rio de Janeiro, Thiago Pampolha. "Nosso estado tem belíssimas praias e excelentes surfistas. Por isso, receber a etapa brasileira da WSL é um presente para a Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude. Para Saquarema e as cidades vizinhas, a competição será próspera, pois servirá para movimentar a economia, os comércios locais, e estimular ainda mais o turismo para a Região dos Lagos. Será mais uma edição de total sucesso".

COLETIVA DE IMPRENSA - Já está confirmada a coletiva de imprensa com grandes destaques do WSL Tour para o dia 8 de maio, segunda-feira, as 15h00 no Centro de Treinamento de Vôlei da CBV - Confederação Brasileira de Vôlei - em Saquarema. Estarão atendendo aos jornalistas, os campeões mundiais Gabriel Medina, Adriano de Souza, Kelly Slater, John John Florence, Stephanie Gilmore, Tyler Wright e a única brasileira na elite mundial feminina, Silvana Lima.

ITAÚNA E BARRINHA - Nesse ano, as estrelas do surfe mundial vêm para o Brasil com uma nova expectativa, pois o Oi Rio Pro mudou para uma das melhores ondas do país, com esquerdas pesadas de qualidade internacional quando o mar fica clássico na Praia de Itaúna. E o mês de maio é uma boa época para a entrada de grandes ondulações em Saquarema, então todos esperam que isso aconteça durante o período do evento, de 9 a 20 de maio.

Uma estrutura também será instalada em frente as ondas da Barrinha, ficando preparada para a comissão técnica trabalhar nos dias que estiver apresentando melhores condições do que na Praia de Itaúna. Shows musicais também irão acontecer como na época dos históricos Festivais de Surfe da década de 70, que deram início às competições no Brasil. A banda Capital Inicial será a grande atração no dia 13 de maio em Saquarema.

PASSADO E PRESENTE - A única vez que Saquarema sediou uma etapa válida pelo título mundial foi 15 anos atrás. Entre os tops da elite atual da World Surf League que vão participar do Oi Rio Pro, os únicos que competiram na Praia de Itaúna em 2002 são os australianos Mick Fanning e Joel Parkinson. Fanning foi vice-campeão na grande final com Taj Burrow em ondas pequenas de 2-3 pés daquele dia 26 de outubro. Agora o evento será no mês de maio, que é bem melhor para Itaúna mostrar seu potencial para os melhores surfistas do mundo.

Eles chegam no Brasil com John John Florence liderando a corrida do título, largando na frente nas três etapas da "perna australiana" que abriram a temporada 2017 da World Surf League. O havaiano venceu uma e ficou em terceiro nas outras duas, já abrindo quase 4.000 pontos de vantagem sobre o vice-campeão mundial do ano passado, Jordy Smith, da África do Sul, que divide a segunda posição no ranking com o australiano Owen Wright. Adriano de Souza é o quarto colocado, seguido pelo norte-americano Kolohe Andino. Esses cinco são os únicos com chances matemáticas de brigar pela lycra amarela do Jeep WSL Leader em Saquarema.

INÍCIO DA COMPETIÇÃO - Diariamente, entre as 6 e 7 horas da manhã, o comitê técnico avalia as condições do mar e determina se o dia será "ON" ou "OFF" durante o período de realização do Oi Rio Pro, além do local que será realizado, se na Praia de Itaúna ou na Barrinha. As primeiras informações de cada dia poderão ser acessadas no www.worldsurfleague.com que vai transmitir a etapa brasileira ao vivo para o mundo todo.

A OI E O ESPORTE - A companhia tem longo histórico de apoio ao esporte, com patrocínios a grandes eventos, equipes e atletas de diferentes modalidades como basquete, surfe e skate. O incentivo da Oi a projetos esportivos é estratégico, pois reconhece a importância do esporte como ferramenta de interação entre as pessoas e as cidades, seja através da sua prática, ou por meio de manifestações culturais como o grafite e a música. A empresa acredita que o esporte e o incentivo à cultura urbana potencializam conexões e amplia repertórios, aproximando pessoas de diferentes tribos, exercendo um importante papel no processo de desenvolvimento individual e social.

Em 2015 e 2016, a Oi patrocinou o Oi Rio Pro, a etapa brasileira do World Surf League Championship Tour (CT). Além disso, patrocina os surfistas brasileiros de destaque na WSL: Gabriel Medina, Ítalo Ferreira, Filipe Toledo, Silvana Lima e Adriano de Souza, o Mineirinho, além do surfista Davizinho, de 11 anos, atual campeão mundial de surfe adaptado. Recentemente, como parte do legado do patrocínio aos Jogos Cariocas de Verão de 2016, a Oi construiu pistas de skate em Manguinhos e São João da Barra e reformou o park de Campo Grande - aproveitando assim o grande potencial do esporte urbano para aproximar culturas e realidades, promovendo encontros e transformando espaços públicos.

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE - A World Surf League (WSL), antes denominada Association of Surfing Professionals (ASP), tem como objetivo celebrar o melhor surf do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, promovendo os eventos que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL já possui uma enorme legião de fãs apaixonados em todo o planeta que acompanha as performances dos melhores surfistas do mundo, como Gabriel Medina, John John Florence, Adriano de Souza, Kelly Slater, Stephanie Gilmore, Greg Long, Makua Rothman, Carissa Moore, entre outros, competindo no mais imprevisível e dinâmico campo de jogo entre todos os esportes no mundo, que é o mar.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com

————————————————————————————— João Carvalho - Assessoria de Imprensa do Oi Pro Rio

(48) 999-882-986 - jcarvalho@worldsurfleague.com

CAMPEÕES DA ETAPA BRASILEIRA NO RIO DE JANEIRO:

WSL 2016 - John John Florence (HAV) - Postinho da Barra da Tijuca e Grumari, Rio de Janeiro

WSL 2015 - Filipe Toledo (BRA) - Postinho da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

WCT 2014 - Michel Bourez (TAH) - Postinho da Barra da Tijuca - Rio de Janeiro (RJ)

WCT 2013 - Jordy Smith (AFR) - Postinho da Barra da Tijuca - Rio de Janeiro (RJ)

WCT 2012 - John John Florence (HAV) - Postinho da Barra e Arpoador - Rio de Janeiro (RJ)

WCT 2011 - Adriano de Souza (BRA) - Barra da Tijuca e Arpoador - Rio de Janeiro (RJ)

WCT 2002 - Taj Burrow (AUS) - Praia de Itaúna, Saquarema (RJ)

WCT 2001 - Trent Munro (AUS) - Móvel no Rio de Janeiro e finais no Arpoador (RJ)

WCT 2000 - Kalani Robb (HAV) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

WCT 1999 - Taj Burrow (AUS) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

WCT 1998 - Peterson Rosa (BRA) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

WCT 1997 - Kelly Slater (EUA) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

WCT 1996 - Taylor Knox (EUA) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

WCT 1995 - Barton Lynch (AUS) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

WCT 1994 - Shane Powell (AUS) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

WCT 1993 - Dave Macaulay (AUS) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

WCT 1992 - Damien Hardman (AUS) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

ASP 1991 - Flávio Padaratz (BRA) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

ASP 1990 - Brad Gerlach (EUA) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

ASP 1989 - Dave Macaulay (AUS) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

ASP 1988 - Dave Macaulay (AUS) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

IPS 1982 - Terry Richardson (AUS) - Praia do Arpoador, Rio de Janeiro (RJ)

IPS 1981 - Cheyne Horan (AUS) - Arpoador e Prainha, Rio de Janeiro (RJ)

IPS 1980 - Joey Buran (EUA) - Praia do Arpoador, Rio de Janeiro (RJ)

IPS 1978 - Cheyne Horan (AUS) - Praia do Arpoador, Rio de Janeiro (RJ)

IPS 1977 - Daniel Friedman (BRA) - Praia do Arpoador, Rio de Janeiro (RJ)

IPS 1976 - Pepê Lopes (BRA) - Praia do Arpoador, Rio de Janeiro (RJ)



CAMPEÃS DAS ETAPAS FEMININAS DO MUNDIAL DE SURF NO RIO DE JANEIRO:

WSL 2016 - Tyler Wright (AUS) - Postinho da Barra da Tijuca e Grumari, Rio de Janeiro

WSL 2015 - Courtney Conlogue (EUA) - Postinho da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

WCT 2014 - Sally Fitzgibbons (AUS) - Postinho da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

WCT 2013 - Tyler Wright (AUS) - Postinho da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

WCT 2012 - Sally Fitzgibbons (AUS) - Postinho da Barra e Arpoador, Rio de Janeiro (RJ)

WCT 2011 - Carissa Moore (HAV) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

WCT 2008 - Melanie Bartels (HAV) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

WCT 1999 - Andréa Lopes (BRA) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

WCT 1998 - Pauline Menzer (AUS) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

WCT 1997 - Pauline Menczer (AUS) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

WCT 1994 - Pauline Menczer (AUS) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

WCT 1993 - Neridah Falconer (AUS) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

WCT 1992 - Wendy Botha (AFR) - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)

IPS 1977 - Margo Oberg (AUS) - Praia de Ipanema, Rio de Janeiro (RJ)


  

Voltar       Home        

Copyright by Xandão e Pitol.net
Websul Ondas do Sul